"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

13.4.07

Agenda Cultural (Diario XXI)

No âmbito da exposição Revisistar o Traje Histório, o centro histórico da vila de Aguiar da Beira recebe amanhã, um desfile dos trajes antigos. A iniciativa decorre a partir das 21h30.

A banda de hip-hop Urban Spirit sobe ao palco do Cine-Teatro São Luís, em Pinhel. É amanhã, às 21h30.

O Serviço Educativo da Moagem promove, amanhã, às 10h00, “Derivas”, uma oficina orientada por Magda Rodrigues. Às 15h00 decorre “Mil coisas num som”, orientada por Luís Fonseca e Devsky.

O projecto etnográfico “Tradicionários” desloca-se este fim-de-semana à Moagem, com o intuito de promover e formar ranchos folclóricos. Assim, amanhã, a formação será dirigida aos grupos de Silvares, às 16h00, e da Casa do Povo do Paul, às 21h30. Já no domingo é a vez dos conjuntos da Casa do Povo do Souto da Casa, às 16h00, e da Boidobra, às 21h30.

Amanhã, das 10h00 às 17h00, a Associação Luzlinar organiza na aldeia do Feital (Trancoso) um ateliê de desenho e colagem para todas as idades.

A Academia de Música e Dança do Fundão actua na Casa de Artes e Cultura do Tejo, em Vila Velha de Ródão, amanhã, às 21h30, um espectáculo integrado II Festival de Música da Beira Interior, da Scutvias.

O filme “Ainda Há Pastores?”, de Jorge Pelicano, é apresentado na Casa do Povo do Ferro, no domingo, às 15h00.

O festival Gouveia Art Rock está marcado para Gouveia, nos dias 21 e 22. Robert Fripp e os Magma são os “cabeças de cartaz”.

As exposições: “Mo-nu-mentos”, com esculturas de Volker Schnüttgen, e “Pedras Semblantes”, com fotografias de Pedro Inácio, estão patentes até domingo, dia 22, no Museu do Canteiro, em Alcains.

Na quarta-feira, dia 25, o grupo “Pentacorde” actua na Casa da Cultura de Mêda, às 21h30, num tributo a Zeca Afonso

O Musical “Leopoldina e a tartaruga bebé”, promovido pelo Continente, estará no Teatro-Cine da Covilhã nos dias 27 (10h30 e 14h30 para as escolas) e 28 (11h00 e 15h00 para o público em geral).

Pode ser vista na Casa da Cultura de Mêda, até dia 29, uma exposição de pintura em porcelana, da autoria de Maria Sequeira.

Até domingo, dia 29, o Museu de Francisco Tavares Proença Júnior (Castelo Branco) apresenta a exposição “A minha Escola Adopta um Museu”.

“30 anos de pintura”, de Maria Rosalina Cruz é a exposição que está patente ao público até ao final do mês, no Espaço Arte e Cultura, na Covilhã.

Está patente, até 1 de Maio, exposição “A Devoção à Senhora do Almurtão”, no Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova. A mostra é da responsabilidade da Confraria de Nossa Senhora do Almurtão e da autarquia de Idanha.

A 5 de Maio, às 21h30, a Associação Cultural da Beira Interior actua na à Sé Catedral de Castelo Branco, um espectáculo integrado II Festival de Música da Beira Interior.

O 13º Festival Internacional de Música de Castelo Branco, este ano dedicado ao samba, começa a 5 de Maio, no Cine-Teatro Avenida, e vai prolongar-se até Junho.

De 16 a 22 de Maio, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Perigo da Covilhã recebe trabalhos dos candidatos ao Concurso “Aprender a Ser”. O regulamento está em www.cm-covilha.pt.

Até 26 de Maio o Paço da Cultura da Guarda acolhe a exposição de arte rupestre e arqueologia “A Arte que o Côa Guarda”.

O TMG apresenta, a 26 de Maio, às 21h30, a ópera infantil “A Floresta”, de Eurico Carrapatoso, pelo Conservatório Regional de Música da Covilhã e Escola Profissional de Artes da Beira Interior, integrado II Festival de Música da Beira Interior.

O Teatro-Cine da Covilhã, repete, todas as quartas-feiras, das 15h00 às 17h00, a iniciativa de dança e convívio “Chá com biscoito”, destinada aos idosos com cartão municipal.

in Diário XXI

1 comentário:

al cardoso disse...

Tambem continua a haver cultura pelos nossos lados!

Excelente divulgacao.

Um abraco amigo d'Algodres.