"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

25.8.10

Trancoso



Este video, de admirável beleza estética, releva o óbvio: Trancoso não tem estratégia.
Que mensagem é que deixa aos actores económicos, únicos que poderão salvar territórios da sua desactivação?

Quais as áreas em que pretende investir? Turismo?
Quem sabe responder sobre o impacto do turismo na economia local? Quanto consome essa "aposta" em recursos públicos e em quanto é que participa na geração de valor?

O actual modelo de gestão territorial de Trancoso, sustentado no endividamento das gerações vindouras em nome de investimentos mal implementados e geridos, será a marca de uma autarquia que deixou de ser capaz de compreender o presente há vários anos atrás.

2 comentários:

Anónimo disse...

O poder local não possui capacidade de criar um modelo de gestão territorial, logo se torna óbvio não possuir nenhuma estratégia para o seu território. Infelizmente o discurso que se houve faz alguns anos é o turismo, como grande aglutinador para o desenvolvimento local, tal como as palavras expressas não mudam, o "CD" está gravado. O turismo é tentador, para a dinamica da economia local, de qualquer território, e hoje ouvimos esse discurso de norte a sul do país. E quando eu li no site dessa autarquia, que Trancoso se tornou num destino de referência, fiquei pasmada com tais palavras, Trancoso sofre de um problema que tende aumentar é um ponto de passagem, isso traz muitos futuros. Alguem sabe dizer o tempo de permanência das pessoas que se deslocam a Trancoso? Quem são: turistas ou visitantes? Que tipo de turismo procuram? Pensam voltar? Como tiveram conhecimento deste local?etc etc. Tudo passa por criar linhas estratégicas para este concelho sem esquecer os concelhos vizinhos.

al cardoso disse...

Sim o turismo deve ser pensado em conjunto com os varios municipios vizinhos, mas infelizmente cada um so olha para o seu proprio umbigo.
Vou-lhe apresentar um exemplo: O do "Queijo da Serra", ha tanto tempo que os certames concelhios estao esgotados, e se devia pensar globalmente e fazer-se uma promocao e venda global.
Mas nao, e cada um por si e D*us por todos, quem tiver mais dinheiro promove-se melhor ou pior mas a si so!
Felizmente Gouveia, Seia e Fornos, decidiram que a partir do proximo ano so havera uma "Feira do Queijo" anual na area dos tres municipios! Mas Celorico, Trancoso, Aguiar, Oliveira do Hospital, Mangualde, Covilha, Manteigas ate a Guarda, pura e simplesmente nem se manifestaram e nao sera assim, que melhor se defendera um producto de excelencia como e o "Queijo da Serra"!

Um abraco e desejo que as novas geracoes de autarcas, pensem que tudo quanto e feito a nivel regional, tem muito mais possibilidade e sucesso e progresso!