"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

24.4.06

Rio Távora poluído

O Serviço Especial de Protecção da Natureza e Ambiente (SEPNA) da GNR está a investigar a origem de uma descarga que poluiu o Rio Távora e matou centenas de peixes nos concelhos de Trancoso, Aguiar da Beira a Sernancelhe. De acordo com populares e associações ambientais não é a primeira vez que acontece tamanho “atentado ambiental” e culpabilizam uma empresa de lacticínios com sede em Trancoso.O alerta foi dado por agricultores na noite de sexta-feira depois de se aperceberem do cheiro nauseabundo que invadiu as aldeias que estão mais próximas do rio. Quando se deslocaram às margens, os populares encontraram um cenário “arrasador”. “A água do rio mais parecia leite e nas margens estavam centenas de peixes mortos”, contou ao CM Manuel Pereira, habitante em Sernancelhe.Jorge Proença, presidente da Associação de Protecção da Natureza de Trancoso, afirma que o Rio Távora “é maltratado desde a década da 80”, altura em que “se instalou em Trancoso a empresa de lacticínios”. “Além de matar os peixes, estas descargas estragam os solos agrícolas e põem em perigo dezenas de cabeças de gado que diariamente pastam em terrenos próximos do rio”, referiu Jorge Proença, exigindo “mão pesada da Justiça para os infractores”.A GNR recolheu peixes mortos e água para análise. Os bombeiros fizeram a limpeza do rio.
.
Fonte: Correio da Manhã

2 comentários:

al cardoso disse...

O mais triste e que estes casos ocorrem de vez em quando e ninguem faz nada. E um facto que essas pequenas industrias sao muito importantes para a nossa regiao pobre como a nossa, mas nao deveriam ser implementados sistemas de tratamento de aguas nessas empresas?

al cardoso disse...

Que os Abris do desenvolvimento tambem se facam, pois democracia e liberdade sao muito importantes, mas sem coesao social dizem-me muito pouco.