"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

4.7.06

Cótimos - Trancoso

O primeiro povoado teve origem no sítio dos Cótimos Velhos, junto ao Cabeço de Falifa. O general João de Almeida faz referências às ruínas de uma antiquissima fortaleza lusitana, precisamente na Falifa, cerca de 1Km da povoação. Encontrou " blocos ciclópicos e os alicerces de algumas casas circulares, características das construções urbanas desses recuados tempos ". A situação actual do povoado, refere-a o pároco do séc XVIII " quazi em campina com hum rocio no meyo, circuitado de cazas, donde se descobre o lugar do Acevo distante uma legoa. " Pertenceu ao extinto concelho de Moreira de rei e foi um curato anual da apresentação do vigário de santa Marinha de Moreira, no séc XVIII com uma renda considerada escassa de " seis mil e quinhentos reis , e uma fanega de trigo e dois almudes de vinho. "
Há quem suponha o topónimo proveniente de um nome próprio bretão, Coetmen, talvez de uma familia de moradores que tivesse abandonado o primitivo povoado junta à nascente das águas termais. Passam pela freguesia as ribeiras de Massueime e dos Cótimos. Tem actualmente como monumentos a Igreja matriz, uma capela de São Pedro, uma de Santo Amaro e outra de São Sebastião. O cruzeiro no largo da povoação.
..
Fonte: Breve Monografia de Trancoso ( Santos Costa)

1 comentário:

al cardoso disse...

Pelo que nos e davo ver pela fotografia, uma igreja bonita e interessante.

Um abraco fornense.