"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

29.10.06

Trancoso recebe cinco novos museus até 2010

Cinco novos núcleos museológicos vão enriquecer, nos próximos quatro anos, a cidade de Trancoso, na região da Guarda, e "reforçar a sua importância como destino turístico cultural no interior do país", revelou o presidente da câmara Júlio Sarmento.Os cinco projectos - uns em fase de execução e com financiamento garantido e outros ainda em fase de preparação - serão concretizados gradualmente entre 2007-2010, representando um investimento global que poderá ultrapassar cinco milhões de euros. Assim sendo, um museu será dedicado a Bandarra, famoso sapateiro-profeta, falecido em 1556, que tem o seu túmulo na Igreja de S. Pedro. O espaço terá um centro de documentação em anexo, onde a autarquia "procurará reunir toda a documentação existente em Portugal e no estrangeiro sobre Bandarra". Outro museu a ser instalado nas proximidades, junto ao Poço do Mestre, é o do médico judeu-converso Isaac Cardoso, que nasceu em Trancoso em 1604. Os restantes projectos estão relacionados com a criação do Centro de Interpretação da Batalha de S. Marcos (no Planalto de S. Marcos), com um núcleo museológico a instalar na torre de menagem do castelo e com o museu do Design do Tempo. Este espaço surge no âmbito de uma parceria entre a câmara e a Fundação Aljubarrota. "O centro de interpretação terá um pequeno auditório onde se reproduzirá mecanicamente a Batalha de Trancoso e todo o espólio arqueológico encontrado durante as escavações", explicou Júlio Sarmento. O local do Planalto de S. Marcos está classificado como Património Nacional e já foi alvo de escavações arqueológicas, tendo sido descobertas as ruínas de uma antiga capela queimada pelo rei de Espanha que passou por Portugal, para vingar a vitória dos portugueses na batalha travada em 29 de Março de 1385. Sobre o núcleo museológico do castelo, o autarca adiantou que surge no âmbito de uma intervenção relacionada com a consolidação e valorização do monumento, da autoria do arquitecto Gonçalo Birne. Por último, o museu do Design do Tempo, a construir de raiz, albergará uma colecção de relógios que cobre quatro séculos. O projecto é da autoria do arquitecto Emanuel Pimenta.
..
Texto: Jornal de Noticias

4 comentários:

Anónimo disse...

Num outro post falava-se que o numero de visitantes em Trancoso aumentou. Nesse mesmo post lancei um repto onde desafio os intervenientes deste blog para o lançamento de novas ideias. Referi também o bom trabalho da Câmara (apontando também algumas ideias e opinões)neste âmbito. Nem de propósito, surge, dias depois, este post onde me congratulo com a postura da Câmara Municipal e com a continuação do seu bom trabalho, dando a importância devida ao rico património de que Trancoso dispõe. Mais nunca é demais e penso que ainda pode haver muito por fazer, mas há que dar mérito à entidade quando esta merece, não nos limitando sempre a dizer mal!

VS
Vasco Simões

trancman disse...

Haja tanta fartura para umas coisas e tão pouco para outras!

Anónimo disse...

Trancman:
Então diz lá ONDE é que deveria ser aplicada a tanta "fartura" de que falas...

VS
Vasco Simões

Dani disse...

Acho q só temos a dizer bem, só vamos valorizar mais uma vez esta cidade que tanto precisa de enriquecer a sua gente...