"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

12.1.07

João Mourato critica traçado do IP2

O presidente da Câmara Municipal da Mêda, João Mourato, contesta o traçado do futuro IP2 – Itinerário Principal 2 no seu concelho pelo facto de destruir “os melhores terrenos agrícolas” de produção de vinho do Porto.
O autarca adiantou ao Jornal A Guarda que o ante-projecto que está em estudo apresenta um traçado que a ser concretizado, constituirá “um crime de lesa economia”. “Por onde pretendem que o IP-2 passe, o projecto irá ocupar e destruir grande parte das vinhas do Douro do nosso concelho, nomeadamente na zona da Veiga, freguesia de Longroiva”, afirmou.
João Mourato discorda da proposta apresentada pela empresa Estradas de Portugal (EP) argumentando que “a 300 metros a Nascente desta zona, existe um traçado alternativo que não comprometeria a economia do nosso concelho, uma vez que se trata de um espaço rural pobre”.
Acrescentou que também não concorda com o ante-projecto “na medida em que se prevê que entre Celorico da Beira e Trancoso haja um traçado de duas vias e de Trancoso para Foz Côa, com passagem pelo concelho da Mêda, haja um Itinerário Principal com três vias, quando se pretende que seja uma via tipo auto-estrada em toda a sua extensão”.
O autarca social-democrata já deu conta do descontentamento aos autores do projecto e à empresa EP esperando que as reclamações sejam tidas em conta. “Vai seguir novamente para a EP uma nova reclamação sobre a matéria, a obstar a concretização do projecto nestes termos”, adiantou.
O traçado do futuro IP-2 ligará a auto-estrada A-25 na zona de Celorico da Beira a Macedo de Cavaleiros (distrito de Bragança), numa extensão total de 112 quilómetros, ligando os concelhos de Trancoso, Meda e Vila Nova de Foz Côa.

in A Guarda

2 comentários:

al cardoso disse...

Embora nao conhecendo o tracado e a acreditar do presidente da Meda, nao faz muito sentido destruir areas agricolas productivas, quando poderiam ocupar outras areas mais pobres com essa construcao!
Quanto ao ao facto de nao construirem esse itenerario com perfil de auto-estrada, tambem estou de acordo com ele, quando vi a estupidez que fizeram na "nossa" antiga IP5. O que parece e que se gosta de cometer os mesmos erros!

Que fraca visao de futuro para a Beira, tem esses senhores decisores!
Faco votos que outros autarcas se juntem ao senhor Morato, Trancoso incluido, porque pelo facto de ate ai ser com outro perfil, devemos defender para os outros aquilo que queremos para nos.

Um abraco fornense, bom fim de semana.

Frederico disse...

Caro Albino,
Em Espanha, quando fazem uma auto estrada expropriam logo o dobro do terreno e constroiem as passagens superiores com o dobro do tamanho para futuras duplicações de vias!


Um abraço