"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

16.11.06

Cópia de Comunicado

[Este texto que se segue é uma cópia de um comunicado que circula pela cidade de Trancoso]
.
"O Actual Governo propõe-se encerrar Serviço de Urgência em Trancoso já a partir do próximo dia 4 de Dezembro.
.
A Câmara Municipal de Trancoso vem tornar a público, o seu veemente protesto, contra a intenção do governo de encerrar o serviço de apoio permanente (SAP) em Trancoso a partir do próximo dia 4 de Dezembro.
O direito à sáude é reconhecido na Constituição e não há razões economicistas que possam justificar um tamanho sacrifício dos cidadãos mais indefesos que vivem no interior do País.
Esta intenção do Ministério da Saúde do actual governo é ilegal e inaceitável, pelo que o Município já entregou, em sede de audiência pública, um documento técnico que contesta esta proposta.
A Câmara Municipal de Trancoso deliberou ainda apresentar uma providência cautelar contra o encerramento das urgências previsto para o próximo dia 4 de Dezembro.
Apela-se à mobilização de todos os Trancosenses contra esta intenção do Governo que a concretizar-se nos fará recuar a tempos anteriores ao 25 de Abril de 74.
.
Trancoso, 16 de Novembro de 2006
O Presidente da Câmara Municipal"
( Júlio José Saraiva Sarmento)

5 comentários:

Anónimo disse...

-O povo é quem mais ordena. Por isso todos juntos vamos fazer com que nao fechem o Serviso de urgencia. Vamos todos crrer a pedrada qualquer dirigente politico que sisite Trancoso

al cardoso disse...

Se todos os concelhos deste pais afectados por estas medidas conjuntamente fizessem o mesmo provavelmente este (des)governo nao iria com elas "avante", (desculpem ter usado esta palavra, mas creio que nao e propriedade dos comunistas).

Parabens aos trancosenses e ao seu presidente de camara.

Anónimo disse...

isto é tudo muito engraçado mas eu pergunto:

Já se sabe à mais de um ano que em principio a urgencia ia fechar...porque razão a camara nao tomou medidas antes ?

Jofre Alves disse...

Passei para desejar óptimo fim-de-semana e apreciar esta interessante página, onde impera a qualidade e bom gosto. Tudo se deve ao facto nefasto de termos um Dr. Morte como ministro da saúde (assim mesmo, com inicial minúscula) à frente dum desgoverno que mais parece uma comissão liquidatária.

Anónimo disse...

Oiz!
Se por um lado compreendo se encerrem alguns serviços (quer por motivos económicos quer por fraca procura), por outro lado acho que é inadmissível. Nem que a procura média fosse de 2 utentes por noite. Privar as pessoas de acesso a serviços de saúde (sim, porque fazer com que os utentes façam 40 km até à Guarda no Inverno e de noite é privar os mesmos do acesso ao serviço) é desumano.
Bem... no fundo é + uma parcela da factura do isolamento e da interioridade. Nem vale a pena debater mais um assunto que é consequência de outros factores (essencialmente económicos, de inovação e demográficos). São estes os verdadeiros motivos. Se a procura média das urgências fosse superior de certeza absoluta que o serviço nocturno não encerrava. A verdade é esta! Mas de qualquer das maneiras continuo a defender que é desumano... e se há algo em que se deve cortar financeiramente, penso que não é aqui. Afinal não somos o país que organizou o Euro 2004 com 10 estádios quando só eram necessários 6?! É sinal que está tudo bem na sáude, educação e nível de vida! Ou será o espelho da mentalidade de alguns portugueses que preferem ter um BMW bem equipado em vez de algo que necessitem mais?! Fica o pensamento...

1 Abraço a todos e bom Fim de semana!

VS
Vasco Simões