"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

16.11.06

Urgências de Trancoso vão fechar à noite

Segundo a edição de alguns jornais regionais desta semana as urgências do Centro de Saúde de Trancoso vão encerrar já a partir do próximo mês de Dezembro no período noturno ou seja após as 20 horas.
Os utentes que precisem de assistência médica após este horário serão direccionados para o SAP da Guarda ou de Foz Côa. As urgências de Trancoso registam uma média de 0,7 utentes por noite o que no estudo realizado não justifica os encargos em manter o serviço.
Os serviço de urgências estão numa fase de restruturação a nível nacional, No distrito da Guarda ficarão a funcionar em três zonas entre elas: Guarda Sul situado na cidade da Guarda, Guarda Norte situado em Foz Côa, e o Guarda Oeste situado em Seia.
A nova rede Nacional contará com três tipos de serviços de urgência, Serviço de Urgência Básica (SUB), Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica (SUMC) e Serviço de Urgência Polivalente (SUP) , num total de 83 serviços.
.
Constituição da República Portuguesa diz:
.
Artigo 64.º(Saúde)
(...)
1. Todos têm direito à protecção da saúde e o dever de a defender e promover.
2. O direito à protecção da saúde é realizado:
a) Através de um serviço nacional de saúde universal e geral e, tendo em conta as condições económicas e sociais dos cidadãos, tendencialmente gratuito;
(...)
.
.Pergunto eu...
-Estarão os hospitais preparados para este aumento de fluxo de pessoas?
-Será que pensaram nas pessoas idosas e das suas reduzidas pensões das suas dificuldades em deslocar-se?
-Se me vier uma dor de barriga chamo uma ambulancia e vou para a Guarda? ou automedico-me?
-A população que vive na extremidade norte do concelho demora cerca de uma hora até à Guarda, será que em uma hora nao se podem salvar algumas vidas?
-Porque não encerram antes dos governos civis? serão mais importantes que os serviços de urgências?

8 comentários:

Anónimo disse...

Foi para isto que Trancoso passou a cidade???

al cardoso disse...

Eu ate poderia concordar com o encerramento de alguns, mas passar-mos de 16 (creio) SAPs para tres acho que e levar o economissismo ao extremo.

Sabem caros amigos, sao os votos e que mandam!!! Eles os socialistas, sabem que nao necessitam do interior para ganhar as eleicoes.

yogoth disse...

O problema não está nos socialistas...por acaso este governo é socialista, mas se não fosse seria a mesma coisa ou ainda pior!
Há mtas medidas q este governo está a tomar q nenhum outro se atreveu a fazê-lo.
É apenas 1 opinião...

Anónimo disse...

Oiz!
Mas é só por causa dos socialistas que se dão situações como esta?! A meu ver o estilo de governação socialista ou social democrata em pouco difere... a diferença é que de vez em quando aparece um 1º Ministro e sua equipa que não têm receio de tomar medidas anti-populares! Este 1º Ministro, o Eng. Sócrates faz-me lembrar um pouco o nosso actual Presidente da República, Dr. Cavaco Silva, quando desempenhava as mesmas funções. Pelo menos neste âmbito posso dizer com toda a certeza, e desculpem lá o termo, mas ambos tiveram tomates para tomar medidas anti-populares (algumas injustas, como esta por exemplo)que o Engº Guterres e o Dr. Durão Barroso não tiveram, optando estes últimos por um estilo de liderança mais "low profile" e populista.
É esta a opinião de um cidadão que não tem cor política porque acima de tudo os partidos são as pessoas!
Sinceramente: eu sendo hipoteticamente do PSD, alguma vez acreditava num homem como o Marques Mendes que passa a vida a fazer oposição destrutiva, não apresentando uma ideia construtiva? Isto para nem falar de um tal Alberto João Jardim.
Eu sendo do Bloco alguma vez acreditaria num tal de Sá Fernandes que passa a vida a embirrar com obras (a última é a dos ramais de acesso ao Estádio da Luz). Este senhor para mim é um palhaço autêntico que não tem mais nada que fazer e que busca protagonismo de forma desenfreada.
Eu sendo PS alguma vez acreditaria no Dr. Mário Soares para Presidente da República? Um homem daquela idade?! E num tal de Joaquim Pina Moura (sim, esse mesmo! Eleito pelo distrito da Guarda...) que foi seguramente o Ministro das Finanças mais desastrado que Portugal conheceu até hoje?!
Enfim... não me digam que a culpa é dos Socialistas, dos Sociais Democratas, que é da Direita ou da Esquerda. Isso é conversa de quem está cegamente agarrado a convicções políticas (que respeito como é evidente), mas que continua a defender o seu partido mesmo que líder seja fraco, corrupto, mentiroso ou mafioso.
A questão tem a ver com outras situações. Essas sim são a verdadeira raíz do problema. Ainda há pouco tempo se falou nisso aqui no blog. Enfim... este encerramento é mais uma consequência do fraco desenvolvimento económico e demográfico da região. A verdade é esta. Lamento e estou profundamente solidário com os utentes visados com descisões como esta, extremamente injustas e que practicamente privam os cidadãos ao acesso a um direito consagrado na nossa Constituição.
1 Abraço a todos e continuação de Bom Fim de Semana!

VS
Vasco Simões

Nuno disse...

Caro Vasco,
Este encerramento não é propriamente a ver com a demografia, como se pode constatar pelos meios de comunicação social o SAP de Cantanhede ( litoral) que tem crescido exponencialmente e ja tem 40 000 habitantes, a cidade de Cantanhede tem um melhor desempenho demografico que a (Lisboa Cidade centro) No verao época balnear ( 50 000 hab) irá passar para Coimbra a 30km. Anadia, Agueda, Trofa, etc e outras localidades do litoral irão encerrar as suas unidades.
Até concordo que se fechem algumas no entanto o estudo e a distribuição tendo em atenção acessos e localização geografica dos que ficam abertos não está ao encontro nas necessidades das pessoas mais carenciadas como é o caso que tirando o da Guarda foram colocados nos extremos do distrito fazendo as pessoas andar para trás e para a frente e apenas deixarem tres unidades para um distrito com uma area relativamente grande e com acessos em alguns casos complicados devido a morfologia fisica onde estao inseridos.
Abraço
Nuno

Anónimo disse...

Oiz!
Nuno: Não é só o factor demográfico realmente . É também uma política de contenção de despesas levada ao extremo. Neste caso é flagrante a falta de cuidado na elaboração de um estudo "in loco" acerca das medidas a tomar! Não se teve em conta a morfologia da região como dizes e muito bem, nem os acessos rodoviários, clima, etc etc... . é isto mesmo! Mas contínuo a defender que o factor desenvolvimento económico e Demográfico tem um peso determinante (ou pelo menos serve de justificação ao Governo para tal medida) nesta situação. Numa óptica de contenção de despesas a procura média do serviço é logo a primeira situação a analisar. Podes ter a certeza que é assim. Se for fraca é mais fácil e consensual entre os Srs decisores tomarem a medida. Imagina que tens 2 cyber cafés. Um tem uma procura média de 50 pessoas, outro tem 2. A estrutura e valor dos custos é identica. Um dá prejuízo, outro lucro. Vais continuar com os dois abertos?!
Infelizmente é esta a mistura que se faz em ópticas de contenção de custos a nível governamental. Esta óptica deve ser aplicada a nível privado e não a um serviço público. Aqui nem se trata de lucro ou prejuízo mas sim de optimizar recursos, assegurando o serviço com o mínimo de meios possível. O grande problema é que tal como eu, um habitante de Moreira de Rei também desconta para a Segurança Social e IRS, só que enquanto eu aqui perto de Lisboa tenho acesso a tudo e mais alguma coisa, essa pessoa está privada de tal. Ou seja,... aqui também existe outro direiro constitucional violado: o direito à igualdade. E não pensem que estou a ser exagerado. A verdade, a cru, é esta!
Enfim e resumindo (perdoem-me a extensão dos meus comentários!):
Esta Medida é Injusta e vai contra principios consagrados na nossa constituição. O factor demográfica é também uma justificação (se perguntasses a alguém que tomou a medida o porquê deste encerramento tenho a certeza que a resposta, na ponta da língua, era de que a procura média era insuficiente, ou algo do género. Era esse o pretexto... nos outros casos haveriam outras justificações como boas vias de comunicação e SAPs nas proximidades).

VS-Vasco Simões

Anónimo disse...

foi assim que trancoso passou a cidade??????
Nao temos hopitais e depois no dà de noite???
Trancoso é uma vila turistica sem hopitais nem fabricas .... e depois passa a cidade???
tem sorte que tem pessoal em agosto porque durante o ano é uma vila morta sem nada....
até em agosto para se divirtir temos que ir nas outras vilas porque em trancoso nao tem là nada..... a discoteca fechou ou se ta aberta e para la nao ter ninguem!!!!

Que trancoso continua assim a tirar pouco a pouco as coisas uteis! Poem museus e o mais importante é que vai ser tirado .... sentiùmo-nos mal temos que fazer km .... de certeza morremos no caminho... isso trancoso nao pensa .....

Nuno disse...

Caro Anonimo,

O encerramento das urgências não toca so as vilas ou aldeias mas sim às cidades, é uma questão nacional, como pode verificar até as urgências do Curry Cabral da nossa Capital está em risco de fechar e tem atendimentos acima de 150 doentes /dia.
Como já referi nao estou contra fecharem algumas urgencias mas sim pela péssima distribuição das mesmas que ficam abertas e pelo estudo imcompleto e inconclusivo realizado.
Cumprimentos
Nuno