"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

1.6.06

Sete Tribunais em lista para fechar, Trancoso pode ficar com mais três comarcas.

.O Ministério da Justiça poderá encerrar sete tribunais no distrito da Guarda. A lista consta de um documento que está a ser elaborado e que defende o fim das comarcas com menor volume de serviço.
Os Tribunais de Almei
da e Sabugal, no distrito da Guarda, poderão encerrar e os processos passam para a Covilhã, no distrito de Castelo Branco.
Também os Tribunais de Figueira de Castelo Rodrigo, Foz Côa e Meda fecham as portas e os serviços são transferidos para Trancoso.
Quanto aos casos do Tribunal de Pinhel passam para a cidade da Guarda e os processos de Fornos de Algodres serão tratados em Celorico da Beira. Os autarcas já demonstraram as suas opiniões. O presidente da câmara de Fornos de Algodres questiona se somos um país tão rico, que agora vai fechar um tribunal que custou quatro milhões de euros, há apenas oito anos. Há ainda quem critique as longas distâncias e os que receiam a desertificação do interior do país.
A titulo de curiosidade a Comarca de Trancoso já se estende pelos concelhos de Trancoso e Aguiar da Beira, se estas medidas se concretizarem Trancoso ficará sendo uma das maiores comarcas do distrito e poderá tirar algumas vantagens. No entanto discordo completamente com estes encerramentos que ainda mais irão deprimir alguns concelhos incentivando ainda mais a fuga de recursos e de pessoas para maiores centros urbanos não contribuindo em nada para um País mais homogénio em oportunidades, criando assim maiores assimetrias populacionais. ( Nuno Santos)
.
Fonte da Noticia: TVI

6 comentários:

Frederico disse...

Discordo!
O estado tem que optimizar recursos e gerir os equipamentos públicos de serviço à população.
Custa-me mais compreender uma desactivação de uma maternidade.
E digo isto em qualquer circunstancia sobre Tribunais, isto é, mesmo que a concentração se faça noutro qualquer concelho limitrofe.

Nuno disse...

Concordava que a população de Figueira, Pinhel, Fornos de Algodres, Meda, Foz Coa, ALmeida , etc a partir de agora comece a pagar impostos autarquicos como aqueles que se pagam nos meios rurais,seria plenamente justo. Não têm obrigação de pagar para as insfraestruturas, algumas exageradas que se criam em algumas cidades do litoral. Para que foram os milhoes de Euros gastos há meia dúzia de anos em Tribunais?

Frederico disse...

Para os transformarem agora em Telecentros!!!

al cardoso disse...

Nao e so pelo facto de o tribunal da minha terra estar na lista dos encerramentos que discordo.
Nao sera nunca com medidas destas que se promove o interior, nao seria melhor mandar para esses tribunais os processos que estam em demasia em tribunais atulhados de processos???
Ja agora uma pergunta se se tem que encerrar tribunais porque tem sempre que ser os das localidades mais pequenas? No caso de Fornos temos melhores instalacoes que Celorico, porque nao por a sede da comarca em Fornos de Algodres?

Frederico disse...

Caro Albino,
Concordo consigo!
Julgo até que seria um importante polo dinamizador para Fornos de Algodres.

Mas, face a juventude das instalações, também acho que podem vir a ser uma interessante infraestrutura como por exemplo um polo universitário...

"As oportunidades brilhantes escondem-se sempre sob a aparência de problemas insolúveis." Albert Einstein.

Anónimo disse...

Desculpem lá já alguém foi a um tribunal? Eu já e acreditem, é melhor ter tribunais longe da nossa terra. Que lucro é que dão? Ah pois é, uns empregozitos, uma dezena de almas geralmente incompetentes que foram introduzidas no "sistema" na década de 70 ou 80 e que desprezam todos os que entram no seu "sagrado" espaço.
Huf, só é pena que não tenha abalado também de Trancoso.
Afinal de contas, que condições é que o tribunal tem para receber a desmultiplicação de processos. Vai ser duro, vai ser muito duro.

Chuss

Ninive