"Se pensas que és pequeno para fazer a diferença... tenta dormir num quarto fechado com um mosquito."
Provérbio africano, no editorial da revista "Recicla"

7.8.06

Livros nas Piscinas Municipais


O Centro Cultural de Trancoso (biblioteca municipal) disponibiliza um “serviço de leitura” nas Piscinas Municipais para todos aqueles que gostam de ocupar o seu tempo a ler um livro e a refrescar-se nas nossas piscinas.
Os livros aí presentes são dedicados a todas as idades, desde os mais infantis, passando pelas aventuras juvenis, até ao policial, poesia ou culinária para os adultos.

Este serviço está disponível de terça-feira a sexta-feira, das 14 horas às 18 horas, neste espaço, junto ao bar.

Boas leituras e bons mergulhos!

7 comentários:

Frederico disse...

Só posso aplaudir a iniciativa de "levar a cultura" até à população.

Anónimo disse...

uma boa ideia !

Maria disse...

Se mergulharem com os livros estão feitos... (os livros, claro).
Penso que a cultura não se promove nas piscinas... é a minha opinião.
Ainda mais com este calor... Ou se mergulha, ou se lê!

Frederico disse...

Cara Maria,
O que tu não sabes é que existe muita gente que vai à piscina para ler o jornal!!!

:-)

trancman disse...

Cara Maria,
Permita-me que responda a sua relevante e pertinente observação.
1. Acha sinceramente k não pensei nisso?
2. As bibliotecas k têm feito eventos semelhantes não pensaram também nisso?
3. Outras piscinas e bibliotecas fizeram o mesmo, alguns exemplos: Batalha, Gaia, Nisa, Mesão Frio, entre outras.
4. Quando nos encontramos em comunidades com muitos emigrantes k procuram "ofertas culturais mais frescas", das duas uma: ou ficamos a "cozer" com os livros na biblioteca, ou vamos à procura de leitores onde eles se encontram.
5. Convido-a a vir à biblioteca de Trancoso, para ver se não tenho razão. Será um prazer!
Nesta era da informação importa-me mais desmistificar os livros e a sua utilização, do que os problemas associados à aquofilia dos livros, compreende. Obviamente deve-se ter cuidado com os livros, mas se esse fosse o meu principal objectivo, os livros ainda hoje estavam em armários fechados para ninguém estragar. Os livros e o conhecimento são para se trocarem e transmitirem.

A era do medo acabou. Informação é poder e a capacidade de utilizá-la com inteligência faz com que nações progridem ou retrocedam. Mais vale livros na água que livros num armazém, fechados sem que ninguém os leia.

Espero ter sido esclarecedor.

Sinceros cumprimentos,

trancman

Maria disse...

Caro Frederico
Então não sei?
Já há 30 anos iam à piscina "ler" a parte de cima dos jornais...
Não sei se me faço entender.
LOL

maria disse...

Caro Trancman
Completamente de acordo consigo. O meu comentário era para ser considerado "levezinho", e quem me conhece sabe que eu insisto em criar hábitos de leitura na juventude.
Eu própria já levei livros para a praia e piscina, mas acabo sempre por não ler. Porque não me dá geito.
Quanto ao convite para visitar a Biblioteca de Trancoso, olhe que já tinha pensado nisso. Até sou capaz de conhecer alguns dos livros que recentemente foram para lá...
Por agora fico por aqui. Acredite que aplaudo o seu trabalho.
Um abraço